Um mar extenso de fotografias, com arte e historias. Um Click à terra e à literatura

A situação da Crise

Este artigo também tem haver com a página já referenciada como “A Crise”.

Para algumas pessoas, e digo algumas, a crise passa-lhes ao lado, para outros nem conhecem tal palavra, os restantes sofrem-na desde sempre.

Para os que a crise lhes passa ao lado, dizem até que não há crise nenhuma, que é só para quem não quer trabalhar, ou que a crise é só para os outros. É o que dizem, e o que eu já ouvi dizer, e até bem pior.

Pois isso para mim considero que essas pessoas sempre ignoraram e sempre desprezaram as pessoas que têm rendimentos baixos, as pessoas que dormem nas ruas, as pessoas que para sustentar a família têm 2 trabalhos das 7horas à 1hora da manhã do seguinte dia. Sempre desprezaram as pessoas que são honestas e trabalhadoras, pessoas que lutam arduamente, que se esforçam noite e dia para ter pão à mesa.

Só me faz lembrar as histórias das minhas avós, em que os ricos são gente, e os pobres são pobres.

Pelo aspeto há quem ignore mesmo a situação atual e a de sempre neste país, cada vez mais vejo jovens e mais velhos em desespero por um trabalho, qualquer que seja o trabalho, varrer ruas limpar o chão, querem tão só um trabalho, um ordenado que lhes dê de comer.

Como pode haver pessoas tão cínicas que ignorem este fato?

Como pode haver pessoas que ao seu lado está alguém em desespero e não se o auxilia?

Como pode haver pessoas que abusam da autoridade por serem da entidade patronal, sobre os outros que tanto fazem para lhes dar lucro e retribuem com migalhas a quem se esforça. Gozam-lhe na cara, ameaçam, fazem deles passar por meros “escravos” que deveriam como obrigação de tal, fazer render a entidade ou os patrões. Só lhes falta chicote.

Mas é assim, quem mais trabalha, quem mais se esforça, para poder vencer e dar lucros, são os trabalhadores, que lucros esses nunca os verão nos seus bolsos.

E quem é que faz a empresa crescer? Não serão todos, digo eu? porque não dividir esse lucro?

Falta incentivar, motivar, mas ignora-se tais palavras.

Temos desde há muito, por mais que se mude, um governo que sempre encolheu os braços, e aliás os maiores corruptos vêm do governo, tudo a meter para o bolso que já está cheio de malfazeres.

Creio que teremos que partir para uma nova revolução, mas também mudar o nosso modo de vida, de hábitos mal empregues e mal gastos, mudar as maneiras de ser, deixar de ser tão desleixados, (proibir o “deixa andar”), temos que perder o hábito que o governo nos mostra desde à muito encolher os braços, e sentar-se até que passe a poeira.

Mas também sei que é difícil lutar contra esse estado de ser, se o governo não mudar também, mas já provamos nos antepassados que juntos fazemos história.

Façamos outra….

Temos que evoluir ….

15-06-2012

Esta imagem foi editada no corel e aprimorada no pixlr

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: